Última Atualização:

A Fundação São Francisco de Seguridade Social - SÃO FRANCISCO é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, constituída na forma da legislação pertinente, sem fins lucrativos, possui autonomia administrativa e financeira, tendo como objetivo administrar planos de benefícios de natureza previdenciária. Para isso procede a gestão e administração dos O3 planos patrocinados pela CODEVASF: Plano de Benefícios I e III, respectivamente denominados BD e BS, ambos constituídos na modalidade de benefício definido, estando fechado para novos entrantes; Plano de Benefício II, constituído na modalidade de contribuição definida.

Para o fazimento das Politicas de Investimentos de cada plano, a São Francisco emprega estudos técnicos no sentido de identificar, com base nas características de cada plano e de suas massas de participantes, a alocação de recursos que melhor se ajustem a cada um deles, observando os desembolsos futuros com os benefícios probabilisticamente projetados, estabelecendo limites de riscos prudenciais a serem incorridos, tudo suportado por cenários econômicos projetados com elevado grau de prudência e conservadorismo.

Estudos denominados de ALM - Asset Liability Management são estruturados para permitir a gestão de riscos de descasamentos entre ativos e passivos. Em outras palavras, é o estudo que permite aos gestores da entidade tomar ações suportadas pelo comportamento esperado para os passivos dos planos cujas características são aderentes as modalidades de Benefícios Definidos, logo, empregado para os Planos I e III. Dessa forma, permite o gerenciamento dos riscos identificados com a liquidez e solvência dos planos, e ainda, o gerenciamento de ativos e passivos com a identificação de riscos financeiros. É a parte do planejamento estratégico do investimento, orientado à contabilidade financeira do plano.

Estudo elaborado com base na Teoria Moderna de Portfólio, ou ainda, denominado Fronteira Eficiente, é empregado no suporte a formação da Política de Investimento do Plano CODEPREV. Trata-se de um modelo matemático utilizado para definir portfólios de investimentos, proposto pelo economista Harry Markowitz, estruturado em 3 aspectos: - a relação risco-retorno; a diversificação dos investimentos; e, a fronteira eficiente.

Os estudos garantem uma gestão de recursos fundada em cenários e probabilidades, sem empirismo e ou aventuras. Possuem horizonte temporal abrangendo a estimativa de extinção das massas de cada plano segundo os cálculos atuariais, e são revisados anualmente. Em uma abordagem secundária, permite apresentar ao atuário o limite da taxa de desconto a ser empregada na apuração do valor presente das reservas contabilizadas nas demonstrações financeiras para os planos de benefício definido, já que a contribuição definida é registrada pelo acúmulo de cotas de cada indivíduo nos respectivos fundos discriminados no seu regulamento.

Confira abaixo mais informações



São Francisco

Desempenha papel de alta relevância social, pois, através de suas atividades administrativas e financeiras, possibilita aos participantes o recebimento das suplementações de aposentadorias e de pensões, mantendo, assim, a sua qualidade de vida.

SAIBA MAIS
Fale Conosco

Endereço:
SBN Quadra 2 Bloco: H Edifício Central Brasília 8º Andar

Telefone:
0800 722 5253

Fale Conosco

App Portal do Participante
Google Play Apple Store
Acompanhe Nossos Canais